segunda-feira, 28 de março de 2016

Tempo para tricotar?!

Com a chegada do outono os dias 'ficam mais curtos' e aí, por algum motivo que não sei explicar, dá uma baita vontade de desenterrar as agulhas e tricotar loucamente para poder desfilar aquele modelo lindo de cachecol, blusa, gola ou sei lá mais o que, quando o inverno chegar.
Mesmo 'sem tempo para tricotar' você favoritou dezenas de projetos tentadores no Ravelry, salvou mais uma outra dezena de receitas nos seus arquivos e.....já tem um monte de projetos em andamento, começados, ensacolados e guardados em algum lugar que você não sabe ao certo qual é.
Aí, a pergunta que fica no ar: onde encontrar tempo para dar cabo de tudo  o que gostaria de fazer?  Minha resposta é simples: organize-se!

A menos que você tenha uma ampulheta 'ganha tempo' da Hermione, 'incorpore' alguma deusa hindu ou se transforme na 'mulher polvo'  seu dia continuará com 24 horas e você só pode contar com duas mãos e muitas vezes, poucas horas por dia para se dedicar as suas amadas agulhas.e seus fios fofinhos.

 
Organizar-se para encontrar aquele tempo 'extra' para tricotar não significa neglicenciar outras coisas mais importantes no seu dia a dia.
E como 'criar' um tempinho para dar algumas agulhadas todos os dias?

1. Tenha sempre um projeto 'portátil' e fácil de tecer para tricotar no ônibus, trem, metrô, no carro, no intervalo do almoço, ou mesmo na sala de espera do médico ou dentista. Gorros, cachecóis, golas, roupinhas para bebês com pontos simples ou fáceis de serem memorizados, são uma boa pedida para ocupar as mãos e a mente com algo prazeroso. Se você ainda reluta em usar agulha circular, esta é uma boa hora de começar a usar essa ferramenta mágica que não incomoda ninguém

2. Tricote enquanto assiste a tv. Deixe um tricosinho básico por perto. Quando vier aquele intervalo chato e infinito, mãos a obra. Tricotar enquanto assiste ao jornal falado também é ótimo. Você não precisa 'ver' a notícia. Ouça, assimile e entenda o que está sendo noticiado sem se preocupar com o topete do âncora ou a cara cheia de botox da apresentadora....Com o tempo você irá se habituar a tricotar inclusive enquanto assiste aquele filme velho que já passou 50 vezes  e que você insiste em dizer que 'nunca' assistiu.

3. Reduza seu tempo de 'passeios' pela web  em busca de ideias para tricotar. Muito provavelmente você já favoritou e salvou receitas o suficientepara tecer por pelo menos mais uma vida.

4. Esqueça um pouco do seu celular que fica 'fervilhando' de mensagens do Facebook e Whats up o dia todo, a menos que você realmente precise se manter informado sobre algo importante que não esteja ligado à fofocas e à vida alheia.

5. Distribua seu tempo livre para tricotar em  intervalos de 20 a 30 minutos sem interrupções. A cada bloco de 20/30 minutos dê uma pausa de 15 minutos para cuidar de outras coisas. Você vai se surpreender com o rendimento do seu trabalho.
Me lembro que quando estava tecendo este vestido que tinha hora para ficar pronto porque era um presente, eu levava 30 minutos para tecer 2 voltas com 432 pontos cada.

Agora que você já viu que dá para tricotar 'mesmo sem tempo', que tal organizar suas tralhas, fios, projetos começados e/ou largados e realmente elevar suas artes com duas agulhas a um patamar ainda mais prazeroso.
Mas falar sobre isso vai ficar para uma próxima vez.

Aliás, que tal você contar aqui no blog o que você faz para organizar seu tempo para tricotar. Vou adorar saber.

Bom tricô prá vocês porque eu vou voltar para minhas agulhas agora mesmo!


15 comentários:

BeMedina disse...

Eu tricoto durante as caminhadas diárias, enquanto espero qualquer coisa (até quando espero abrir aquela página cheia de anúncios inúteis na internet), enquanto leio. A produtividade é alta!

cris disse...

Delicia de leitura. O que me incomoda é quando estou em um lugar e poderia estar adiantando algum projeto e ele nao esta nesta bolsa por falta de organização e planejamento, que tristeza.....

sonia mara disse...

Minha nossa senhora das agulhas de tricô, a leitura fantástica, e serviu
certinho, pra mim.
Vou parar, e me organizar... te prometo.
Um grande abração.

Bel Colmenero disse...

Tricoto qdo espero consultas ou outra coisa ( ando spre com a sacolinha), ouvindo os noticiários e até mesmo dando uma olhadela no computador como agora. Rsrsrs

arlete disse...

Belo texto Grace,realmente estou precisando me organizar mas ultimamente tem acontecido tantas coisas que o tricô não está rendendo da forma que queria vou colocar em prática os seus conselhos vou me organizar.

Lorena disse...

Estou nessa de tentar me organizar...rsrsrs...
Tenho alguns projetos parados e tantos outros na fila...
Mas com dicas tão simples vou recomeçar...
Gde abraço !!

Marico disse...

Eu sempre encontro um tempinho para tricotar durante o dia mesmo que for apenas uma carreira. rs
Preciso arranjar um projeto portátil, boa dica!

bjs

donavera disse...

Sempre carrego no carro meu kit de tricô para várias ocasiões: fila de mercado, tricô simples, fila de Correios e Bancos, sentada e com senha, tricô mais elaborado. e tricoto tb no intervalo de meu serviço, além das madrugadas inspiradoras...
Super Kisses
Véra Barone

Daisy Marlene disse...

Querida Grace, adorei a matéria, já carrego sempre o tricô em viagens, até reclamo das curvas meio fechadas com maridão, pois a receita, impressa, fica presa entre a perna e a porta, rsc.
Atualmente levanto mais cedo que o usual ( 6:30h, é o planejado), para conseguir fazer tudo.
Meu conselho ainda? : tenha prazer em tecer, sempre tenha algum trabalho super super delicioso e especial.
Beijos, e que venham mais matérias assim, neste excelente blog!

tricoemprosa.com disse...

Oi Grace, linda! Adorei seu texto. Preciso muito implementar o número cinco. Estou passando por um período estranho. Fiquei dois meses sem tricotar, com a atenção focada apenas no meu trabalho. Agora retomei, mas sem muito ânimo. Pelo menos tricoto um pouquinho cada semana e quando o faço me sinto no céu :-)

Beijocas,
Valéria Garcia

Daiane disse...

Eu tenho tido muito mais vontade de costurar ultimamente. Talvez isso se deva ao fato da máquina de costura ficar num quarto com ar-condicionado, e as agulhas na sala =P

Gosto da dica do tricô portátil. Só que tenho umas neuras quanto a tricotar no carro e no busão, sempre acabo imaginando a agulha espetando minha barriga.... Então, planejo para as salas de espera da vida.

sonia mara disse...

Querida Grace.
Um texto, que senti, muito culpada.
E hoje, a tarde, tomei uma atitude, vou colocar meus
tricôs, em ordem. Foi uma mão de obra e tanta, mas já
dei o primeiro passo.
Um grande abraço.

Milady disse...

Bia, Eu adoro esse seu lance de caminhar tricotando. Já tentei, mas não deu muito certo.

Milady disse...

Meninas Sonia, Arlete e Lorena,
Tenho me policado para não ter mais de 3 projetos em andamento sendo que um é portátil. Foi o jeito que encontrei de não ficar ansiosa com um monte de projetos por terminar.
Obrigado por suas visitas e comentários.

Bete Anes Seloti disse...

Tenho tentado ir acabando com os projetos começados, tanto em tricô, crochê e madeira, às vezes me dá na louca e como vejo que passaram-se anos sem eu mexer, desmancho tudo e coloco os fios de volta no baú, rs
Tenho uma fat bagunça que tem 10
anos que faltam umas 10 carreiras para terminar, mas não lembro a agulha que fiz, rsrs
Hoje, tudo que começo, deixo a agulha junto, por issoque tenho um monte de agulhas, rs
Bia, adorei o lance de caminhar tricotando, mas minha labirintite não me deixa fazê-lo, rs