quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Inspiração e criação também se compram.

Ao longo de 2009 praticamente abandonei este espaço por conta de muitos altos e baixos na vida. Mas não abandonei o tricô.
Ao longo do ano que passou foram várias receitas desenvolvidas para a ASLAN e para o site da Revista Manequim.
Para quem anda sem inpiração para novos projetos, estou disponibilizando algumas destas receitas no Arquivo das Receitas de Milady. Se voce gostar de alguma, fique a vontade para baixa-la. Se tecer e quiser me mandar uma foto da sua obra pronta, vou me sentir muito lisongeada e muito honrada em saber que de alguma forma algum trabalho meu foi 'morar' temporariamente na casa de alguém. Afinal tricotar é também uma forma de se trocar boas energias e bons pensamentos.



Bolero Britany

Cachecol Masculino Tipo Pescador


E por falar em disponibilizar receitas, faz tempo que quero abordar um assunto delicado sobre receitas, mais especificamente o lance de Receitas Pagas que são distribuidas online mediante o pagamento do download.
Muitos estilistas de tricô ou crochê no exterior desenvolvem projetos lindíssimos, alguns com grande complexidade na execução. Criam do nada receitas impecáveis cheias de informação e tecem aquela peça com todo cuidado, muitas vezes usando fios caros. Nem todo estilista tem patrocínio. Desenvolvem o projeto como forma de divulgar seu talento criador.
Pois bem, será que não é justo venderem a sua idéia e o seu trabalho assim como são vendidos, quadros, esculturas e outras obras artesanais.
Noutro dia comprei uma receita lindíssima onde a estilista fala que o tempo médio para a execução do projeto é de 180 horas aproximadamente. Se ela demorou 180 horas só para tecer, quanto tempo será que demorou para escrever o monte de informações, gráficos e outros detalhes que aparecem na receita? Será que este trabalho não vale nada? Será que é errado se cobrar por algo que é a materialização em palavras de uma idéia?
Sei lá gente, acho que está na hora das pessoas deixarem um pouco de lado a idéia de que tudo deve ser 'di grátis'.
Entendo que muita gente não tem dinheiro nem para o básico, que dirá para comprar algo supérfulo como uma receita de tricô ou crochê. Entendo que é muito mais 'fácil' tentar conseguir a receita por meios não tão lícitos. Mas, tem sempre um mas..... tem muita coisa disponível na internet totalmente de graça. Basta procurar.
Sei que muitas de voces devem estar me xingando, me chamando de mesquinha. Mas não sou mesquinha não.
Sou muito sincera ao dizer que me incomodo muito com uma frase que ouço de quando em quando: a receita é linda mas é paga.
Extrapolando um pouco, será que se você tivesse a oportunidade de se encontrar com seu csntor favorito teria coragem de dizer a ele: adoro você, mas não compro seus cds originais porque são caros. Mas eu compro o pirata..... afinal você é meu ídolo.
No tricô, crochê ou qualquer trabalho artesanal onde se colocam tempo, criatividade e dinheiro a coisa é assim também.
Pensem nisso e.... bom tricô.



23 comentários:

Doloresjo disse...

Adorei seu comentário ,voce tem toda razão.Sou fã dos seus trabalhos e fiquei muito triste com sua ausencia mas felizmente voce esta de volta.

Beijos

Dolores

doloresjo.blogspot.com

Doloresjo disse...

Adorei seu comentário ,voce tem toda razão.Sou fã dos seus trabalhos e fiquei muito triste com sua ausencia mas felizmente voce esta de volta.

Beijos

Dolores

doloresjo.blogspot.com

Mara Silvia disse...

Concordo com você "em gênero, número e grau"!!!!
Criar uma peça e publicar a receita requer muita dedicação, tempo, e TALENTO!!!
Pode me dar dicas de onde encontrar receitas pagas???
Detalhe: NÃO SEI INGLÊS!!!!!
Tem coisas maravilhosas na NET em inglês...
Estou muito contente em ter voltado ao blog! Seus trabalhos são DI-VI-NOS!!! Acompanhava sempre o blog da manequim..
BJO!!!

Sandra Louzada disse...

ah Querida! Adorei seu comentário e concordo plenamente. Nosso trabalho precisa ser valorizado, com certeza, isso inclui as receitas, tempo, tradução etc...e bom humor ! Ah obrigada pelas dicas e receitas grátis mas sei que foram dadas com amor! Beijoss! Bom tricot! Sandrinha-Brasília

keila disse...

Muito sábias suas palavras, temos que valorizar nossa arte.Pois as pessoas tem a mania de que algo artesanal nao tem valor!!!

Parabens...

beijos

keila

Arkka Atelie disse...

Oi, já estou novamente no mundo virtual. Net é muito bom, mas quando se tem problemas, a gente fica tipo cachorro perdido na mudança. Antes de mais nada quero lhe agradecer a confiança, os fios chegaram antes do pagamento, até mesmo antes do e-mail que voce tinha me enviado informando a postagem no correio.Você é uma pessoa muito especial, te desejo sucesso, e que os altos e baixos de sua vida se transformem somente em altos. Seja bem vinda amiga. Beijos e saúde.
Sônia Santanna

Arkka Atelie disse...

Esqueci de lhe dizer que a respeito
de seu comentário, partilho a sua opinião, e também acho uma falta de respeito com o profissional que cria, porque isso demanda tempo, conhecimento e criatividade, e ja que as pessoas querem fazer mas não tem criatividade, então é justo que se pague por algo que alguém teve a ideia e colocou em pratica. Já comprei varias receitas e vou comprar ainda mais. Se por qualquer motivo não posso pagar no momento, não faço, aguardo quando eu puder fazer e comprar. Artesanato é bonito, mas tem seu preço, tem que ser valorizado.
Bjs e felicidade.
Sônia Santanna.

Marcia disse...

Voce tem toda razão, só assim poderemos exigir respeito dos fabricantes de fios e outros ligados ao ramo.
Que bom que vc resolveu voltar, estava fazendo falta.
bjs

Miriam Nakutis disse...

Amiga,
Adorei seu comentário, nós que desenvolvemos receitas e gráficos sabemos o quanto é trabalhoso e nos exige tempo e dedicação. Nada mais justo do que cobrar, somos profissionais e é nosso trabalho.
Muitas vezes através do meu blog me solicitaram receitas ou gráficos de algumas peças que criei e desenvolvi. Confesso que sempre atendi gratuitamente e na maioria das vezes nem um retorno com no mínimo um agradecimento, recebí. Hoje minha atitude é outra.
Conheço a grandeza da sua generosidade, motivo a mais para apoiá-la nesse opinião.
Muito feliz com seu retorno!
Beijo
Miriam Nakutis

Arkka Atelie disse...

Oi.. como está o feriado?? Aproveite bastante e se cuide.
Bjs.
Sõnia.

Anônimo disse...

Oi Grace!!!!!!Que lindos trabalhos!
Você é mesmo uma grande artista!Tricotar é mole para você!!Continue a fazer e mostrar para nós, tá bom? Passei um e-mail para você outro dia, tô querendo acertar uma continha que te devo, você não recebeu? Ah! estou querendo comprar 2 pares de agulhas circulares com 40 cm e espessura 2,5, você pode me dar uma dica de onde encontrar? Um abraço carinhoso, Olga Maria.

iarad disse...

Adoro seus trabalhos, eu tento fazer tricot e crochet, mas infelizmente não tenho muito tempo.
Concordo absolutamente com você, as receitas dão muito trabalho, e devem ser mais valorizadas e remuneradas. Gostaria de dicas de onde encontrar receitas pagas , e pode ser em inglês.
bjs
Iara imdorea@yahoo.com.br

Natalie disse...

Oi Grace!! Fiquei super feliz em ver que vc voltou a postar no blog! E concordo plenamente com o seu comentário nesse post, todo o trabalho criativo e artesanal tem que ser valorizado, e a valorização começa por nós mesmas, temos que tomar a iniciativa. Que 2010 seja um ano maravilhoso para todas nós tricoteiras e crocheteiras! Beijos, Tali.

Eliz disse...

Hi querida. Não, eu não morri. Apenas dei um tempo. Estou tecendo, e muito, apenas peças simples, pois me distraem um tanto mais. Senti sua falta. Beijocas e parabéns pelos comentários. Sabe o que acho de gente que acha que tudo tem que ser unicamente de graça? Por que não saem de casa e dão de graça todas as coisas que trabalharam para comprar? Não ia ser bacana? Sim, eu sou um pouco azeda, tu me perdoas? Beijos.

Nile e Richard disse...

Oi.
Lindas sugestões.
Os modelos são lindos.
Tem mimo 300 para voce.
bjtos.Nile.

Linhas, lãs e afins... disse...

Na verdade não há diferença alguma entre comprar uma receita e comprar uma revista inteira... Mas nem sempre se pára pra pensar nisso. Direitos autorais existem não apenas pra dar lucro às indústrias, mas também pra proteger os autores das criações, sejam elas quais forem.
O pensamento "tudo deveria ser partilhado" não funciona tão bem na prática. Senão, teremos de voltar à época da troca... "te dou minha receita daquele xale maravilhoso em troca de 1 quilo de açúcar"... Não tem cabimento.

Beijos

Arkka Atelie disse...

Oi amiga, sumida de novo heim, então, passei para lhe desejar uma Feliz Dia da Mulher, saúde, paz, harmonia, sucesso e otimas tricotadas. Estou com algumas dúvidas vou ter que abusar de seus conhecimentos, vou lhe enviar um e-mail.Bjs.
Sônia.

Cassia Marques disse...

Ola, querida peço desculpas, eu sempre procuro colocar os creditos do que exponho em meu blog, talvez tenha esquecido, pois encontrei no site da Aslan.
Mas já fiz a correção e peço desculpas, e parabens pelo seu blog, tem coisas lindas

bjos cassia

Sônia Maria disse...

Olá, amiga!
Você está correta em sua matéria. Acho que nosso trabalho vale sim. Estou pensando em fazer isso. Se não com todas, pelo menos com algumas.
Desejo a você e aos seus uma Abençoada e Feliz Páscoa.
Abraços com carinho,
Sônia Maria

celiabe disse...

Lindisimo comentario¡¡
Saludos Celia

Paula disse...

Adorei o seu texto, tudo verdade!!
Suas peças então, lindíssimas e perfeitas
Adorei também sua visitinha ao meu blog!!
Saudades!

Beijos

Tali Battistella disse...

Oi querida!
Obrigada pela visitinha ao meu blog e adorei o comentário!!!
Ei, recebi quarta a encomenda dos fios, são simplesmente maravilhosos!!! Dá até dó de usar hahaha
Beijos pra vc e sucesso sempre. Adoro seu blog também!

Bjos, Tali

Valéria disse...

Grace, concordo com tudo o que diz. É muita pesquisa, muito tempo dedicado. Eu gosto de comprar receitas, livros importados de tricô e desde que estava na faculdade queria montar minha biblioteca. Hoje tenho minha biblioteca profissional e a dos meus hobbies (gosto de fotografia também). E também gosto de comprar CD's pois tem a informação dos encartes é valiosa. Eu prefiro assim, não faço xerox nem compro CD pirata. Simplesmente porque eu quero dar o meu dinheiro suado para quem trabalhou e criou, e não para o criminoso que vende a cópia.