quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Sabendo comprar não vai faltar

Basta uma mudança no tempo, dias chuvosos e temperatura oscilante que a coceira das compras por novos fios nos ataca sem dó nem piedade. Guardadas as proporções do que é razoável comprar e do que é pura compulsão, esta época do ano é perfeita para se fazer um pequeno arsenal, já pensando nos projetos futuros de inverno.
Várias lojas queimam seus estoques antigos para dar espaço aos novos lançamentos. E isso às vezes pode se transformar numa faca de dois gumes.
Se por um lado o fio está barato, oba! Mas....
Muitos fios importados que foram lançados nas temporadas passadas não serão mais distribuídos pelos fabricantes ou importadores.
Então fica a pergunta: como fico sabendo se este ou aquele fio continuará sendo distribuído? A resposta é simples: Não fica! Ou você compra um super estoque do seu fio favorito e paga prá ver, ou corre o risco de não encontrar mais aquela cor maravilhosa com a qual teceu um cachecol e aí resolveu fazer um casacão para usar com o dito cachecol.
Ninguém se preocupa em avisar ao consumidor que este ou aquele produto não será mais comercializado ou fabricado.

Então vamos combinar uma coisa?

  • Quando virem um produto que custava os olhos da cara no inverno passado e este ano está a preço de banana, antes de comprar a super oferta, escreva ao fabricante para perguntar se o fio continuará no mercado. Perguntar não ofende, mas as vezes frustra!...
  • Imaginem o que será possível criar ou copiar com aquele fio 'lindo' todo peludo, que você acha o máximo, mas nunca experimentou porque era caro e agora tá baratinho.
  • Pesquise na internet os vários sites internacionais que tem receitas maravilhosas de graça (aqui no blog tem um monte de links muito bons do exterior, e mesmo que você não fale inglês dá para ter uma idéia do que é legal ou não)
  • Passeie por outros blogs para ver o que as mentes e mãos criativas andam fazendo.
  • Pesquise na internet as várias lojas virtuais que vendem no atacado e no varejo. Às vezes a economia que você fará lhe permitirá comprar um pouco mais, mesmo pagando frete.
  • Antes de comprar um fio leia a descrição do produto. Veja se ele é adequado à receita que quer fazer. Muitas de nós temos revistas antigas guardadas, com receitas divinas, porém o fio que aparece nas instruções já não é mais fabricado.
  • Dê uma boa olhada no estado geral das suas ferramentas. Agulhas tortas, com pontas rombudas, podem comprometer o seu trabalho.
  • Monte um kit de agulhas novinhas, fita métrica, caderninho de anotações, tesoura, e outras tranquerinhas importantíssimas para que seu trabalho seja uma obra de arte quando concluído. Compre uma caixa para ferramentas de tamanho razoável e arrume tudodentro.
  • Suas agulhas e apetrechos vão agradecer.
  • Não tenha medo de aprender novas técnicas. Procure cursos, dicas passadas nos vários blogs. Troque idéias em grupos de discussão.
Comprar é uma delicia, mas em tempos de vacas magras para muitos é preciso cometimento...

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Continuo fechada pra balanço, mas tem gente fazendo muita arte....

A minha proposta decente se tornou uma proposta indecente pelo menos para mim pois não estou em condições de tecer nada que requeira uniformidade na tensão do ponto. Para minha tristeza os dois projetos estão guardados esperando minhas mãos e braços bastante comprometidos por vários 'ites' darem sinal de que vão voltar a velha forma.
Peço desculpas por não dar prosseguimento a uma idéia, mas tem gente que com muita competência e criatividade levou o projeto até o fim. Vejam só o que gente talentosa andou inventando:
Esta batinha linda foi feita pela Claudinha
Pura criatividade aliada ao bom gosto.
A arteira Moema Bassfeld de Curitiba não deixou por menos. Além de tecer com maestria, ousou, usou e abusou do capricho.A Vera Bastos, conhecida por seus trabalhos lindos e criativos e rápidos, aceitou a desafio de tecer com linha (coisa que ela nunca tinha feito) e a estas alturas já deve ter concluído a túnica).A Sandy lá de Portugal teceu em lã, afinal o frio está comendo solto em Terras Lusitanas.A Geny antes de chegar ao resultado desejado teceu com outro fio várias amostras. Às vezes os pontos rendados nos pregam peças. O simples esquecimento de uma laçada pode comprometer todo o trabalho
Ainda que somente os olhos de lince de tricoteiras arteiras consigam enxergar o erro, nos sentimos incomodadas com 'aquele' errinho e não tem jeito.
Nosso sub-conciente fica gritando: Desmancha, desmancha, desmancha!A Dalva Kormoczi deve estar muito brava comigo pois não postei mais nada a respeito do projeto e ela ficou com um UFO nas agulhas. Dalva, mil desculpas!A Maria Isabel de Santos já deve ter concluído seu projeto a séculos pois tricota lindamente (é uma questão genética pois sua mãe é uma verdadeira máquina de criar coisas lindas, tá tudo lá no Trico Solidário )
Sei que várias arteiras fizeram coisas lindas a partir da minha idéia, o que me deixou absolutamente feliz e completamente encantada com tanta demonstração de carinho. Caso alguém mais tenha concluído o projeto, por favor me dê um alô. Ficarei muito honrada em publicar a foto do trabalho neste espaço.
Ao ver os trabalhos magníficos que foram tecidos ou que ainda o serão , fico me perguntando se tricô não é uma arte? E a resposta é imediata. É uma arte nobre, que alegra os olhos e enche de orgulho quem a ela se dedica.
Quanto às minhas artes, no momento estão apenas no plano dos desafios. Desafios que ainda estão aguardando a minha dedicação. Em breve espero retomá-los.
E como o tricô é um vício, mesmo entre um 'aí' e outro, teci esta manta para o Trico Solidário

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Fechou prá balanço? Tá na hora de abrir a mente e o coração para o Novo Ano

Não sei se voces são como eu que todo final de ano fecham prá balanço. Este ano fiz diferente, não fechei prá balanço porque 2007 foi um daqueles anos em que tudo foi um infindável balanço.

Passadas as tristezas, as frustrações é hora de arregaçar as mangas e partir para a ação, projetos, idéias. Nunca fui de fazer listas de desejos, metas, prioridades, mas neste inicio de ano resolvi priorizar uma coisa básica para o bom andamento das nossas vidas: Me ORGANIZAR para ser mais conviver melhor com meus limites de tempo, dinheiro, espaço físico.

Como a idéia deste blog é falar sobre tricô, achei interessante falar um pouco sobre os nossos tricôs de cada dia e passar algumas dicas de como exterminar os UFOS (unfinished objects ou projetos inacabados), organizar aqueles 'zilhões' de novelos comprados só porque estavam 'barato' e tentar por ordem os eternos arquivos que salvamos aqui e acolá, as revistas empoeirads guardadas de qualquer forma. Enfim é hora de por ordem na casa e deixar de se angustiar cada vêz que precisa 'daquele fio' que você guardou mas não se lembra onde, ou então aquelas agulhas 2,5 que herdou da sua avó....

Antes das dicas, respirem fundo e dêm uma lida no texto a seguir. Recebi esta mensagem há 4 anos atrás. Um texto perfeito para nos ajudar a exorcizar o resto de 2007...

"REVOLUÇÃO DA ALMA

Ninguém é dono da sua felicidade, por isso não entregue sua alegria, sua paz, sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém.

Somos livres, não pertencemos a ninguém e não podemos querer ser donos dos desejos, da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja. Se você anda repetindo muito "eu preciso tanto de você" ou, "você é a razão da minha vida", cuide-se.

Remova essas palavras e principalmente a ação dessas palavras da sua vida, pois fazem muito mal ao seu "eu" interior. A razão da sua vida é você mesmo.

A sua paz interior é a sua meta de vida, quando sentires um vazio na alma, quando acreditares que ainda está faltando algo, mesmo tendo tudo, remete, seu pensamento para os seus desejos mais íntimos e busca a divindade que existe em você.

Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você.

Não coloque objetivos longe demais das suas mãos, abrace os que estão ao seu alcance hoje. Se você anda desesperado por problemas financeiros, amorosos ou de relacionamentos familiares, busca em seu interior a resposta para acalmar-se. Você é reflexo do que pensa diariamente.

Pare de pensar mal de você mesmo, e seja seu melhor amigo sempre. Sorrir significa aprovar,aceitar, felicitar. Então abra um sorriso para aprovar o mundo que te quer oferecer o melhor.

Com um sorriso no rosto as pessoas terão as melhores impressões de você, e você estará afirmando para você mesmo, que está pronto" para ser feliz.

Trabalhe, trabalhe muito a seu favor. Pare de esperar a felicidade sem esforços Pare de exigir das pessoas aquilo que nem você conquistou ainda. Critique menos, trabalhe mais. E, não se esqueça de agradecer. Quando você agradece, Deus recebe seu coração.

Agradeça tudo que está em sua vida nesse momento, inclusive a dor. Nossa compreensão do universo, ainda é muito pequena para julgar o que quer que seja na nossa vida.

"A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las"
(Aristóteles)

Leu, se idendificou, chorou mais um pouquinho, então agora chega , né.

Se você é adepta de listas para se organizar, vá em frente, arranje um caderno ou agenda e anote tudo que precisa fazer em relação aos seus tricôs.

Eu vou começar liquidando os eternos e infindáveis UFOS que me perseguem a anos.

1. Se você tem projetos começados e eternamente adiados, seja honesta consigo mesma: aquela blusa que você começou a tecer para sua filha quando ela tinha 5 anos e nunca terminou será que ainda vai servir para sua princesa que hoje está com 15 anos e 'odeia' tudo que a mãe faz? Termine o trabalho e doe com muito carinho para uma criança que precise de um carinho...

Se está com pena de doar uma peça tecida com aquele fio tão caro, não tenha pena de desmanchar seu lindo trabalho e aproveitar o fio maravilhoso. Mas antes de se envenenar com todos os ácaros que habitam o seu tricô abandonado, coloque 'sua colônia' de ácaros no congelador ou freezer por no mínimo 24. Dentro de um saco plástico bem fechado, seu tricô será devidamente esterelizado pelo frio e as fibras que compõem o fio ficarão mais soltas. Depois de desmanchar com cuidado, faça várias meadas com mais ou menos 50cm. Prena com um fio de cor contrastante os extremos das meadas. Encha um balde ou bacia grande com água fria, alguns cubos de gelo e um pouco de sabão neutro (Olá, Woolite) ou mesmo shampoo de lanolina. Mergule as meadas uma a uma nesa solução, agite devagar e deixe de molho por um 15 minutos. Enxague bem em água fria e mais alguns cubos de gelo. Se quiser coloque algumas gotas de vinagre de maçã e um pouquinho de amaciante no último enxague. Exprema as meadas numa toalha e pendure num lugar bem ventilado, mas à sombra para secar. Depois e só enrolar sem apertar muito o fio. E pronto, seu fio estará novinho em folha e pronto para ser tecido com muito amos e arte por você. Mas se prometa uma coisa: teça algo para você....

Amanhã tem mais, fui!