domingo, 17 de fevereiro de 2008

De onde vem os fios?!

Com a meteorologia dando um baile nos mortais em todos os cantos do país fica difícil saber se teremos ou não inverno.
Alguns fabricantes ou importadores já estão em plena 'desova' de sua produção. A Aslan e a Linea Italia não perderam tempo e estão com lançamentos nos respectivos sites.
Tenho que reconhecer a minha fraqueza consumista diante de novos lançamentos. Mas como dinheiro anda escasso o jeito é tentar se controlar e analisar a real vantagem de comprar este ou aquele fio.
A recente pesquisa realizada aqui no blog mostrou que a grande maioria das pessoas que votou busca qualidade ao comprar este ou aquele material. E o que é qualidade afinal?
Pensando neste resultado achei interessante falar um pouco da composição dos fios e o que isso interfere na sua qualidade.
Sem entrar em grandes discussões técnicas sobre processos de fabricação, a grosso modo as fibras têxteis usadas na fabricação de fios podem ser classificadas em fibras 100% naturais, 100% sintéticas e mistas.

Dentro desta classificação simplificada, podemos subdividir as fibras 100% naturais em:

Fibras animais:
Como o nome mesmo diz, são oriundas de 'pelos' ou 'plumas' de bichinhos peludos. Além dos bichinhos fofos e peludos há um bichinho feio que produz a seda.
A fibra animal mais conhecida entre nós mortais tricoteiras-arteiras do Brasil (Paratapet, Tapecebem, Fio Art), é a lã de carneiro ou ovelha. A lã aceita muito bem os processos químicos de tingimento, não propaga chama quando exposta ao fogo, conserva e permite a troca de calor ou transpiração. Por permitir a transpiração aquece o corpo na medida certa sem deixa aquela sensação de 'molhado' junto ao corpo. Lãs naturais devem ser lavadas a mão e em água fria, caso contrário irão 'feltrar'. Em outros países encontramos lãs conhecidas como 'Superwash' que consiste num tratamento especial durante o processo de lavagem e fiação para permitir a lavagem à máquina do produto acabado sem alterar suas formas (encolhimento por exemplo). Lãs de boa qualidade são macias e não 'pinicam' a menos que você seja terrivelmente alérgico. Quando fazem 'bolinha' você consegue removê-las facilmente sem ter que 'depilar' a peça tecida. Para quem não sabe, as bolinhas surgem quando se atrita o tecido e ele 'arrepia' provocando o empolamento das fibras.
Dentro desta classificação de fios de lã, encontramos variações na qualidade do fio em função da raças das ovelhas: merino e shetland são apenas alguns exemplos.
O mohair é a fibra oriunda dos pelos da cabra laneira da raça Angorá. Muito resistente, quase rústico, apresenta fios longos e sedosos quando fiados. Quando tecidos os fios se trasformam em peças leves, macias e muito quentes. Por se tratar de uma fibra natural permite a transpiração.
Alpaca: fibra oriunda dos pelos da Alpaca, um bichinho lindo da familia dos camelos que habita a região andina. É um fibra nobre, extremamente macia, com brilho inconfundível.
Angorá de coelhos: Como o nome mesmo diz esta fibra 'fofíssima' é oriunda da coelhos da raça angorá. Muito utilizada na Argentina e Inglaterra é simplesmente magnífica.
Existem ainda outras fibras animais nobres como o pelo de camelo, o pelo do 'muskox' (boi-almiscarado um parente dos mamutes pré-históricos , bicho magnífico de uma sub familia de caprinos e ovinos, cujo nome científico é Ovibos moschatus)) e cachemir.

Alpaca
Ovelha laneira da raça Merino
Ovelha laneira da raça Shetland
Coelho angorá
Camelo
'Muskox'
Cabra laneira 'cachemir'

Originária provavelmente na China, a seda é a uma fibra nobre de origem animal produzida pelos bichos da seda. O fio é feito a partir de secreções da larva que formam o casulo. A seda retem o calor, absorve a umidade, é mais resistente ao atrito do que a lã (não faz 'bolinhas'), é muito forte e muito estável quando tecida (não estica ou encolhe com o próprio peso). As cores naturais da seda variam de acordo com a alimentação da larva (branco, amarelo e verde).
Bicho da seda

Já que falamos de fios de lã, de repente nos damos conta que eles são praticamente inexistentes no Brasil. A alegação dos fabricantes/distribuidores é que 'não temos inverno para tanto'. Tudo bem que nossos invernos não são gelados, mas alguém já ouviu falar que existem tecidos de lã para serem usados no verão? Um exemplo são os ternos de verão do estilista Armani que são confecionados com lã fria...
Felizmente para nós, reles mortais brasileiros, em breve poderemos encontrar por aqui os fios da Rio de La Plata. Para quem quiser saber do que estou falando, coloquei um arquivo especial dentro do link "As receitas de Milady" com a cartela desta maravilha. Fio 100% lã Merino, macio, quentinho, durável. Já imaginaram que prazer comprar em Reais, sem pagar frete ou imposto de importação o mesmo fio lindo que você compra quando viaja ao exterior? É ver para crer.
Ainda há muito o que falar sobre fios e fibras então...É só esperar.


Fotos e fonte de pesquisa: Wikipedia


9 comentários:

Isabel disse...

Que aula, heim??!!
Adorei!
Sempre nos abrindo os olhos com suas informações precisas.
Muito obrigada Milady.
Bjs. Solange

gisele disse...

Grace querida.
Adorei a explanação. Vou reler outras vezes, com certeza, para fixar as idéias.
Obrigada pelas dicas.
Adorei as fotos dos bichinhos.
Bjs
Gisele

Anônimo disse...

Milady, ainda tenho muito mais a aprender do que imaginava.
Já vi uma tradução para muskox: boi almiscarado.
Bejuminas
Stella

Anônimo disse...

Oi Grace!!! Adorei as informações, eu sou leiga nesses assuntos.Todas as vezes que entro no seu blog aprendo algo novo.Obrigada-Boa semana-Silvana

barbosa.silvana@yahoo.com.br

Marcia Hilleshein disse...

Quanta informação! Parece que vc estava lendo meus pensamento, pois queria poder escolher as lãs por algo além do tato...rsrsrs. Informações como essas são raríssimas.
Ah, tenho que falar, o coelho é muito fofo! imagina como perde pelo!?!
Bjs.

Lucia disse...

Uau, que aula!!!!
que seria da gente sem suas explicações, informações valiosíssimas.... beijocas

trichegege disse...

Aafe!! quanta novidade! que bom que hoje deu para ler tudo o meu speed anda manco ora liga ora desliga sozinho, preciso chamar um técnico lá deles p/ver o que está acontecendo outro dia entrei aquí fiquei lendo e quando fui postar, já tinha escrito ele desligou e eu não ví quando mandei publicar o comentário foi p/o espaço, hoje parece que vai dar adorei a aula são tantas informações preciosas que nos ajudam muito. Obrigada Milady Ps o coelhinho é o máximo onde vc consegui a foto?

Judy disse...

Muito legal!!!
Valeu Karen, consumidor bem informado compra melhor e exigi mais!
Um abraço!

Natty Lioness disse...

Bichinho da seda.... que saudade.... em minina tive milhares... tinhamos árvore amoreira, mas um dia meu vizinho cortou para aumentar a horta em 5 cm e deixei de poder ter....

São lindos e fofinhos, amo amo amo!

Beijo