quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

De onde vem os fios?! Continuando de onde parei...

Vocês já perceberam que apesar de vivermos num país de clima predominantemente quente (dois terços do nosso território está situado entre a linha do equador e o trópico de capricórnio) quase não usamos o algodão e outras fibras vegetais naturais nas nossas artes tricotísticas?

Por algum motivo que desconheço o simples mencionar do termo 'linha' arrepia até as mais aficcionadas pelo tricô. Enquanto em países de clima frio o algodão é usado para tecer peças lindas e sofisticadas, por aqui fios de algodão são sempre lembrados e usados em larga escala apenas no crochê. Enquanto por aqui achamos que o algodão é 'pobre' deixamos de desfrutar a maciês, o brilho natural e a 'salubridade' desta fibra. Aliás as fotos e receitas que aparecem nos links anteriormente citados foram confeccionadas com o fio Natural da Circulo.
Peças tecidas com fios de algodão são muito duráveis, não fazem bolinha, não 'pinicam' e quase sempre são anti-alérgicas. Permitem a troca de calor, ou seja, deixam a transpiração do corpo 'afastada'. Por ser uma fibra absorvente é perfeita para ser usada durante o ano todo.
A industria brasileira de fios dispõem de uma gama muito boa de produtos de excelente qualidade.
Os fios Anne, Cléa, Barroco, Natural (todos da Circulo; exportados para vários países com outros nomes), Camila, Camila Fashion, Esterlina (Coats Corrente), Luna, Bella, Tropfil (Pingouin), só para citar alguns, são todos fios 100% algodão.
Sem falar dos nossos barbantes que servem para tecer lindas peças de decoração e acessórios incríveis como bolsas, chapéus e cintos. (sim, porque também se faz tricô com barbante)
A Emprapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias) desenvolveu sementes de algodão que resultam em fibras naturalmente coloridas .Os fios do algodão colorido naturalmente são maravilhosamente macios e muito interessantes para o meio ambiente já que sua cultura praticamente dispensa o uso de pesticidas. Um exemplo deste fio é o Etna (quase 100% algodão).
Sem falar de outras fibras 100% vegetais maravilhosas, como o linho, o rami, o sisal e a juta.

As fibras vegetais são obtidas a partir de várias partes das plantas.
O algodão é obtido a partir das sementes, o sisal a partir das folhas, a juta, a soja e a bananeira a partir da 'pele' que envolve o caule, e o bambu * a partir da polpa do caule .
Eu ainda poderia falar sobre o , comprimento das fibras do algodão que determinam o grau de 'maciêz' e brilho do fio acabado, mas esta é uma longa história que requer um tempão de pesquisa para não falar se muita bobagem...

A estas alturas voces tricoteiras arteiras, antenadas no mercado de novidades, devem estar se perguntanto porque não falei das fibras de bambu como fio 100% natural?
Simplesmente porque a fibra de bambu para ser tranformada em fio tem que 'virar' celulose através de processos quimicos bastante complexos. E este é um assunto para ser comentado quando falar de fibras 'mistas'.

Então se você quer saber mais sobre o que o que faz você se 'apaixonar' por este ou aquele novelo, continuem prestigiando este espaço blogístico, que é feito com muito carinho para voces que me visitam.
Ainda vai rolar muita informação por aqui. E receitinhas também...
Aliás, quero pedir um carinho especial a quem estiver 'baixando' as receitas de Milady. Deixem um recadinho prá mim. Vou ficar muito feliz por saber que alguém se interessou por minhas pequenas artes.

Sementes de algodão na fase de colheita
Artesã do Nepal fiando o linho
Folhas de rami
Caule sisal
'tops' de juta
'Umbigo' da bananeira

cartela de cores do fio Natural da Circulo

Cartela de cores do fio Bella

Cartela de cores fio Luna

Cansou de ler? Ainda não decidiu se usa lã ou linha na sua próxima arte? Que tal um quebra cabeças para ativar sua memória? Aqui tem alguns geniais!


Fotos e textos compilados e traduzidos do Wikipedia




12 comentários:

Anônimo disse...

Já resolvi três! Obrigada pela dica.
Stella

Anônimo disse...

Sempre que posso visito você no seu blog adorável.Gosto das suas colocações objetivas, das informações que nos enriquecem e da clareza de suas idéias.Você é muito didática, teria dado ótima professora - é bom aprender com você.
Obrigada.
Guica

Anônimo disse...

Aqui tem mais:
http://chronicknittingsyndrome.blogspot.com/
chronic knitting syndrome
Stella

pita disse...

Oi, Grace....
Sabe, estou fazendo uma casco para mim com o fio Etna, tá ficando bonito..o efeito desse fio é muito interessante, a espessura dele varia do mais fininho ao grosso!!!
bjks
pat mug

Anônimo disse...

Grace, falando em fios, vc conhece paina? É como o algodão, será que dá para fazer fios? Norimar

Glaucia disse...

Tanta informação boa merece premio! Passa lá no blog, tem premio pra vc.
Beijo
Gláucia

Cyberamjel disse...

Oi Karen, vim retribuir a visita! Obrigada pelo elogio. MULTICRIATIVA está na rede a menos de um mes, ainda tenho que melhorar muito. Parabéns pelas postagens. Aprendi muito e vou voltar sempre. Tenha uma boa semana!

Cintia disse...

Oi Karen! Obrigada! Gostei muito do nome e do seu blog inteiro! Adorei suas informações! E que blusa linda você fez para o concurso! Parabéns! Estou tricotando uma blusa de linha de algodão! Eu também não entendo porque as pessoas não tricotam com linha de algodão! É muito bom, não me mata de calor e me livra da alergia! Seu blog já está em meus favoritos! Um grande abraço...

Judy disse...

Karen estou adorando sua primorosa pesquisa, parabéns!!!
A algum tempo ando tricotando pequenas pecinhas em algodão e esta sendo muito bom!
Obrigada pelas informações e dicas.
Abraço

Claudinha disse...

Grace querida... acho que são 2 prêmios pra vc!! Eu tbm te escolhi!! Passe no meu blog dar uma olhadinha..

Sabe que sou fanzona sua e de suas dicas!

Bjoss Claudinha

Karen Burns disse...

Oi Norimar,
Conheço a paina sim, aliás aqui em São Paulo elas dão um show de beleza durante a floração e depois quando eclodem os casulos. Honestamente não sei lhe responder se seria possível 'fiar' o floco da paina, Se que era muito usado antigamente em travesseiros (aliás era uma delicia porque não esquentava a cabeça). Prometo pesquisar o assunto.
Obrigada por seu comentário,
Grace

flor.de.maracuja - Andréa http://www.flickr.com/photos/flordemaracuja11/ disse...

Amei seu blog, querida, e esse tópico sobre o uso do algodão tá show - concordo contigo: usamos muito pouco o algodão e o linho!!!
Ah! Coloquei o teu link no meu blog.
Bj e parabéns!!
*)
Andréa