segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Naquele novelo tinha um nó...Tinha um nó naquele novelo...

Tem coisa mais irritante para quem faz tricô ou crochê do que encontrar um nó bem no meio de um novelo quando se está tecendo aquele ponto todo trabalhado que não permite imperfeições?
Tem coisa mais chata do que ficar emendando fio e fazendo uma verdadeira alquimia para esconder todas as pontas destas emendas sem deixar o trabalho com um avesso feio ou uma borda toda grosseira?
Pois bem, parece que os nossos fabricantes ou importadores de fios não dão a mínima para uma coisinha importante dentro do processo industrial: o controle de qualidade.Quem importa, importa de baciada, containers inteiros de fios interessantes e fios meia-boca. E não está nem aí com o consumidor final: querem é vender tudo o que compraram a preço de banana, a preço de ouro. Se os fios são de boa qualidade ou não, é totalmente irrelevante e secundário.
Afinal, 'tricô é coisa prá velho e velho não reclama'.

Quem fabrica seu próprio fio aqui no Brasil, quer é vender tudo e mais um pouco para fazer frente a concorrência dos fios importados, e também deixam o controle de qualidade prá segundo plano. As coisas boas fabricadas por aqui são exportadas e nós réles brasileiros ficamos com o que não serve para o primeiro mundo.
Tudo bem que fios relamente bons como os inglêses (Rowan), Alemães (Austerman), Japoneses (Noro), Americanos (Debbi Bliss) só para dar alguns exemplos, eventualmente apresentam alguma imperfeição. Se você reclama, não fica a esperar por meses uma resposta com um pedido de desculpas. A resposta é pronta, polida e sem rodeios. Pouco importa onde você comprou o fio.

Por aqui, as empresas até lhe 'indenizam' lhe 'oferecendo' um outro novelo de fio, mas enquanto isso, seu trabalho fica lá paradinho, esperando a boa vontade do fabricante em lhe substituir o que você comprou com defeito. E se por ventura você não tiver a nota fiscal, esqueça.... Aquele fio defeituoso que caiu de pára-quedas na sua cesta de tricô, pelo princípio da geração expontânea se revoltou, ficou todo cheio de nós e torções irregulares, pot mero capricho Fio com defeito? Cadê?! Simplesmente não existe porque não foi 'comprado'. Você colocou todos aqueles nós alí só pelo prazer de emendar fio após fio, e trasformar sua obra 'tricotística' num 'amarradinho'.
Haja paciência e boa vontade para entender porque nos tratam com tanta indiferença e falta de consideração. Será que já não está na hora de uma mudança de postura para com o consumidor de fios e outros insumos para tricô e crochê?
Então para encurtar a bronca:
Alô fabricantes e importadores, um dia voces vão precisar de nós tricoteiras arteiras e aí?!..
Vejam o tamanho do nó 'espetado' na agulha. Este foi apenas um dos vários que encontrei ao longo de 3 novelos. Para minha 'alegria' este pedacinho tecido era só a amostra .
Mais 3 novelos de pura emoção: nós e fio destorcido.

13 comentários:

trichegege Geni disse...

Vou comçar à fazer a mesma coisa que vc esta semana peguei dois novelos de lãs assim com nó ontem pegueia linha anne e tinha um pedação cheio de pelotas desfiadas no começo eu cortei pelos lados mas vi que fazendo isso a linha desfia. tive que descartar um pedaço e começar de novo o que estava fazendo, na hora nem lembrei de fotografar mas se aparecer de novo não vou perdoar, fotografo e boto no blog.

Judy disse...

Falou tudo Karen. Acredito que grande parte das artesãs tem este "nó" na garganta.
Consumidoras que gastam muito mas que acabam se contentando com pouca qualidade, variedade e, o que é pior pagando caro por isto.
Tornar evidente... talvez seja o caminho para cortar este nó górdio.

gisele disse...

Concordo Grace. Além dos nózinhos, ainda tem os fios fiados mais finos em certos trechos e outros sem fiar. Já encontrei vários.
Temos que fazer um mutirão de reclamações, mesmo sem fotos, para todos saberem quais as lãs, linhas e afins que sempre estão com defeitos.
Na reunião com a Pingouin, eles disseram ser normal um certo número de defeitos, ora, ora, e o controle de qualidade, que já é péssimo ?
bjs
Gisele

Claudinha disse...

Grace... Isso se chama falta de educação com o consumidor... Afinal "controle de qualidade" é justamente para esses "nós" não passarem da porta da fábrica pra fora.

Concordo que temos que reclamar sim! Afinal, pagamos e pagamos caro por essa "ninharia" que nos oferecem.

Adoro seu blog e seus trabalhos... E mais ainda essa sua luta por linhas, lãs e acessórios descentes, para nós tricoteiras Jovens (sim... pq velha é a vovozinha deles! rsrsrsrs) !!!

Bjoss Claudinha

Anônimo disse...

E quando a emenda vem com uma cor de um lado e outra de outro? Me aconteeu recentemente com a Bella Colour, um fio muito bom que não escapou do descaso.

Minha querida, acho que nossos produtores/importadores de fios são simplesmente BURROS pq não sabem o mercado que estão perdendo. Fornecer fio de qualidade com bom controle e atendimento rápido às reclamações só aumentaria a venda e o lucro deles.
E a nossa "sastifação".

Stella

Glaucia disse...

Olá Grace, tudo bem?
Já passei por isso várias vezes e também já não me contive e publiquei um post no meu blog dia 26/08/2007. Fiquei mesmo decepcionada com a fio... Costumo usar muito fio português, sem fama, e nunca aconteceu isso. Com os dez novelos da Rowan que comprei através do site da Kim Hargreaves aconteceu isso, nozinhos nojentos" bem no meio do novelo! Mandei um mail e fui completamente ignorada, afinal já havia gasto libras suficientes...
Aldrabice e sacangem é tudo igual, no 1º, 2º ou 3º mundo.
Beijo
Glaucia

Majot disse...

A-do-rei, é isso aí amiga, vamos botar a boca no trombone e dando nome aos bois, fez muito bem em fotografar esse abuso. Chega!!
Beijos
Majot

Patricia disse...

Olá, estou organizando outra troquinha do meu blog, essa é de natal quer participar, passa por lá e faz sua inscrição......
beijos

Karen Burns disse...

Pois é meninas, parece que a minha reclamação é mais do que procedente. Só gostaria que os fabricantes e distribuidores de fios ficassem mais atentos a nós consumidoras (es). Infelizmente é sabido o quanto somos niveladas por baixo e aí é que se enganam. Ninguém mais é 'bobinha' neste mundo virtual. As notícias boas e ruins correm mundo bem rapidinho. E sem dúvida, quanto mais reclamarmos, melhor para nós. Afinal é um horror ver nosso dinheiro ser desconsiderado, quer seja 1 centavo ou 1 millhão. Reitero meu chamado: Alô fabricantes e distribuidores de fios: estamos de olho em voces!

Cássia disse...

Sabe que comigo aconteceu a mesma coisa com três novelos da Aslan..será que eles (fabricantes) pensam que nós compramos "retalhos" por novelos?? Um beijo, querida!

neuza disse...

KAREN NÃO TENHO BLOG MAS SOU UMA ADMIRADORA DE VOCES E APRENDO MUITO,COM VOCES, ALIAS ATEMPOS LARGUEI TUDO TRICO E CROCHE QUANDO DESCOBRI VOCES NO MEIO DE UMA DEPRESSÃO MINHA VIDA MUDOU E MUITO.
DEUS ABENÇÕES TODAS VOCES.
HOJE MESMO ESTOU FAZENDO UM COLETINHO
PRA MINHA NÉTINHA COM A LINHA ANNE E O NOVELO APRESENTOU 2 NÓS, MAS POUCO PARA A RELES CONSUMIDORA BRASILEIRA.
É O QUE ELES DEVEM PENSAR.

Regina disse...

Eu gostaria de sugerir que fizessemos um post em nossos blogs toda as vezes que encontassemos esse tipo de descaso nos fios comprados. E podiamos usar o mesmo titulo, para que no google fosse achado com facilidade e todos saberiam o que acontece. Tipo: lãs e linhas sem qualidade, ou qq outra sugestão. Eles iam acabar se mexendo.Bjoss

Karen Burns disse...

Pois é Regina,
O mundo dos blogs está se expandindo. Achei genial a sua idéia e de quando enquando pretendo retomar o assunto para o mesmo não cair no esquecimento. Estou preparando uma postagem bombástica sobre agulhas...
Obrigado por sua opinia~e visita.
Bjs,
Grace